EXAME MICOLOGICO DIRETO

MATERIAL: Descamacao de lesões de pele, pêlos e unhas.

CONDIÇÃO E INSTRUÇÕES PARA PACIENTE:
– Não usar anti-micóticos ou antibióticos (aguardar 15 dias).
– Pomadas e cremes comuns (lavar e pode colher no momento).
=> Esmalte (retirar e voltar após no mínimo 72 horas para coleta).
– Unha com limpeza em manicure e pedicure (aguardar 15 dias).

INSTRUÇÕES PARA COLETA:
=> PELE:
1- Lesões Secas e Descamativas:
Limpar as lesões, antes da coleta com álcool 70%, visando reduzir a contaminação com bactérias e fungos saprófitas. Raspar nas bordas das lesões ou as lesões recentes, quando elas forem múltiplas. Procurar obter o máximo de material possível.
– Enviar em placas de vidro bem vedados .
2- Lesões Vesiculosas e Purulentas:
Se houver vesículas íntegras, aspirar o líquido de dentro delas, obter fragmentos das vesículas e colocar em salina estéril. Notando a presença de grânulos, colha-os.
– Enviar em salina estéril ou no meio de transporte STUART.
3- Abscessos:
Puncionar com agulha estéril, após adequada anti-sepsia.
– Enviar em salina estéril ou no meio de transporte STUART.

=> PÊLOS:
Colher pêlos quebradiços e sem brilho. Os cabelos infectados saem facilmente, enquanto os normais são mais difíceis de remover. Raspar também as áreas descamativas do couro cabeludo, principalmente, nas bordas das lesões.
– Enviar em placas de vidro bem vedados .

=> UNHAS:
Raspar na região limite entre a parte da unha saudável e a acometida. Obter fragmentos das unhas. Cortar sempre em forma de cunha, antingindo o limite entre a unha saudável e a unha acometida. Obter, sempre que houver, material subungueal.
– Enviar em placas de vidro bem vedados .

=> ESCARRO:
Idealmente, 5 a 10 mL colhidos pela manhã.
Escarro Expectorado: Colher preferencialmente pela manhã, ao se levantar e antes do desjejum. Lavar várias vezes a boca com água pura, gargarejando e bochechando abundantemente. Qualquer secreção nasal ou saliva, deve ser eliminada. Fazer várias inspirações profundas e tossir várias vezes, procurando obter o material do fundo do peito.
Colher preferencialmente em sala aberta e bem ventilada.
– Enviar rapidamente em frasco esterelizado. Manter a temperatura ambiente.

=> SECREÇÃO VAGINAL, URETRAL E OUTRAS:
Colher, o máximo de material possível, com swab e colocar em salina estéril. Nos casos de secreção uretral em que o material for escasso, recomendamos que se colha também o primeiro jato urinário.

=> URINA:
Fazer higienização adequada e colher toda a amostra em frasco estéril. Urina de 24 horas e urina colhida da bolsa de catéter não são adequadas.

=> SECREÇÕES e FERIDAS: Procurar colher sempre por aspiração, removendo a secreção superficial com gase estéril e soro fisiológico. Aspirar um pouco mais profundamente, por meio de seringa e agulhas estéreis. Crostas e exsudatos devem ser removidos, pois a amostra apropriada, está abaixo desse material. Evitar o uso de swab, pois o componente lípidico da parede bacteriana tende ficar ligado ao swab, prejudicando a sensibilidade da cultura.
– Enviar em salina estéril ou no meio de transporte STUART.

CONSERVAÇÃO E ENVIO: A temperatura ambiente. Enviar em frascos ou placas de Petri bem vedados ou em envelopes apropriados. Não enviar as amostras em tubos tapados com rolhas de algodão, pois o algodão pode reter o material.

INTERFERENTES:
– Uso de anti-micóticos, pomadas, cremes, esmaltes e unha com limpeza em manicure e pedicure.
– Contaminação no ato da coleta do material.

Compartilhe nas redes sociais

Consulte outros exames

Olá, como podemos te ajudar?